terça-feira, 5 de setembro de 2017

PRIMEIRO CONGRESSO MÉDICO EM SERGIPE - Marcos Aurélio Prado Dias.


Primeiro Congresso Médico em Sergipe (publicado no jornal “A Cruzada”, em 15/01/1965)

Marcos Aurélio Prado Dias (1944/2012).

Vamos abrir hoje um parêntese nesta coluna, para falar algo sobre a realização do 1º Congresso de Medicina a realizar-se no próximo mês de fevereiro em nossa capital.

O referido certame que foi organizado pelo Hospital Santa Izabel, através do seu Centro de Estudos e de acordo com a Sociedade Médica de Sergipe, terá lugar no período compreendido entre 11 e 15 do próximo mês. Várias e ilustres personalidades médicas do país deverão estar presentes para honrar e prestigiar o congresso que constará de: mesas redondas, demonstrações cirúrgicas, temas livres e atualizações médicas na parte científica; além de vasta programação social como: visita ao campo petrolífero de Carmópolis, churrasco na antiga capital sergipana e um jantar de encerramento no Hotel Pálace.

Tendo em vista o elevado alcance e expressão do Congresso, resolveu o Governo Federal dispensar o ponto dos médicos funcionários que desejem vir participar do certame a realizar-se justamente no ano em que será diplomada a primeira turma de médicos da Faculdade de Sergipe, fato sobremodo auspicioso e significativo para o povo sergipano.

Reina o maior interesse e a mais viva expectativa não somente nos círculos médicos, como em todas as camadas sociais, em torno dessa magna assembleia, que reunirá as mais altas expressões da medicina brasileira, afim de estudar e debater temas importantes relacionados a ciência de Hipócrates. Estão os sergipanos no dever indeclinável de prestigiar e incentivar o congresso, tendo na devida atenção e merecido apreço as altas finalidades que tem em mira colimar e os nobres objetivos que tem em vista realizar. Simultaneamente com a celebração do certame, serão inauguradas as novas e modernas instalações do Hospital Santa Izabel, levadas a efeito pelo espírito dinâmico e esclarecido do Dr. Gileno Lima.


Aguardamos, portanto, com entusiasmo e boa vontade, o 1º Congresso Médico que se aproxima e que marcará época em nossa terra.