sábado, 10 de março de 2018

FIO DO CANÇO


De onde vem o “fio do canço”? 

Numa tradição centenária em Sergipe, usa-se a corruptela do nome de algumas doenças como xingamentos. Vamos lá: bexiguento (varíola); cabrunco (carbúnculo); peste (peste), gota serena (gota), estopor balaio (estupor), cranco (sífilis primária), lazarento (hanseníase), febre do rato (leptospirose), e assim vai. Observe que são todas doenças infecciosas, que representavam o perfil epidemiológico do passado. Como hoje predominam as doenças crônicas surgiram novos xingamentos. O famoso canço Itabaianense é uma corruptela de câncer. Nada a ver com “canso” do verbo cansar. O fio da peste, fio do cabrunco, evoluiram para fio do canço, acompanhando a epidemiologia. 

Antônio Samarone.