sábado, 21 de outubro de 2017

AS MINAS DE PRATA DA SERRA DE ITABAIANA


As Minas de Prata da Serra de Itabaiana

Belchior Dias Moréia estava certo, existe prata na Serra de Itabaiana. O neto de Caramuru que descobriu a prata pediu alto para informar o mapa da mina. A corte espanhola chegou a mandar para Itabaiana em 1619, uma grande comitiva chefiada por Dom Luís de Souza, Governador-Geral do Brasil, acompanhado dos capitães-mores do Espírito Santo, Gaspar Allures de Siqueira e de Sergipe, João Mendes. A expedição contratou um mineiro castelhano experiente, Fernão Gil, trazido do Peru. Como não houve acordo, Belchior Dias Moréia não indicou onde estava a prata. A comitiva voltou de mãos abanando. Prenderam Belchior, que morreu com mais de 80 anos, sem revelar o segredo das minas de prata da serra de Itabaiana.

Em seu famoso livro “Cultura e Opulência no Brasil”, escrito em 1711, Antonil confirmou a existência da prata em Itabaiana: “E na serra de Itabaiana, há tradição que achou prata o avô do capitão Belchior da Fonseca Dória.” Outras expedições foram feitas, e ninguém descobriu a prata. Só agora, século XXI, em minhas andanças com a Expedição Serigy, encontrei uma senhora, descendente próximas dos Tapuias, que me disse saber mais ou menos onde era a entrada da mina de prata. Não custava nada, pedi para ela me mostrar. De fato, existe. O caminho é pedregoso e a entrada da mina fica num lugar meio encantado e de difícil acesso.

Procurei saber se prata ainda serve para alguma coisa, e parece que não. Nem para fazer anel de cigano. Os talheres e baixelas dos ricos não são mais de prata, a Tramontina ganhou a concorrência. Rodei o shopping e não encontrei nada de prata para comprar, saiu de moda. Bijuteria vale mais do que prata. Tenho um amigo que tem uns sacos cheios de prataria num depósito, herdado da família, e não acha a quem vender. Antigamente passava gente comprando alumínio velho, cobre e metal.  Até garrafa usada e frasco de brilhantina tem comprador. Mas não conheço ninguém que compre prata. Ainda tem um complicador, a mina de prata fica num Parque Nacional, mesmo que valesse muito seria tudo do governo.

Pensei bem e resolvi me aquietar. Não vou revelar o segredo de Belchior Dias Moréia. Continuem pensando que as minas de prata da serra de Itabaiana são lendas.


Antônio Samarone.